Pesquisar este blog

8 de julho de 2019

DIAS SEM


DIAS "SEM"

Acho que estou com saudade "docê"
Me diz que está com saudade também
Vem ou eu vou, eu vou ou você vem
O que importa é a gente se ver.

Não quero me acostumar com dias "sem"
Quero dias com (você pertinho)
Quero não mais ficar sozinho
Então pensa bem
Na responsabilidade que você tem:
Acabar com meus dias "sem".

Magnus 08/07/2019


12 de junho de 2019

ESPERAR POR ELA


ESPERAR POR ELA

Sem ela tenho medo 
Meu vício é esperar por ela
Sempre é cedo
Para ela partir
Sempre é tarde
Para ela vir.

Minha vida é esta espera
Esperar por ela
Meu ópio é a presença dela
E meu vício é esperar por ela.

Magnus 12/06/2019


31 de maio de 2019




Só quero saber
Se está tudo bem
Com você
Seu silêncio
Ás vezes, 
Me faz perceber
Que me preocupo 
Com você.

Então
Pense bem
Antes de mergulhar na solidão
Porque você
Não fica só sozinha,
Eu fico só também.

Só quero saber
Se você está bem
Se não estiver, vem
Se estiver, vem
Vem de qualquer jeito
Pois estou desaprendendo a ficar sem
Sem você,
Sem te ver.

Magnus 31/05/2019


7 de maio de 2019




Com fé, 
Como diria Gil,
"Tudo vai dar pé"

Pois é,
Vai com fé
Que vou também
Com fé
Vamos andar 
Bem mais além
Do que se podia sonhar.

Aí, um dia
Quando parecer noite
É a fé
Que vai te segurar
Contra tudo que vier
Quando o mundo desabar.

Mas fé em quê?
Fé no amor,
Fé em você.

Magnus 07/05/2019


TANTAS PESSOAS


TANTAS PESSOAS

Quantas vezes passamos por pessoas
Tantas pessoas
E passamos sem vê-las
Sem querer sabê-las
Invisíveis ao nosso olhar
Nosso caminhar
Segue a rota da solidão
E nem notamos o quão
É solitária nossa solidão.
O quão
Nosso viver é vão.

Magnus 07/05/2019






29 de abril de 2019

TE QUERER



TE QUERER

O que há de ser
Desta alma
Se depois de te ver
Desaprendi 
O que é seguir
Sem te querer.

Magnus 29/04/2019

CORAGEM



CORAGEM

Depois de tudo
Da luta, do luto
Do fronte e da batalha
Meu mundo mudo
Diante do vulto
Do passado que assoalha
Segredos que tinha
E os medos d'alma minha.

A coragem, então
Não se precisa para lutar
Mas para seguir 
Para um coração
Que precisa amar
Para existir.

Magnus 29/04/2019

9 de março de 2019

O Passado Foi Feito Para Ser Esquecido.



O Passado Foi Feito Para Ser Esquecido.

Depois de tudo
Não há dívidas
Nem luto
Nem nada
Estou mudo
Não, com voz embargada

O tempo de doer
Passou
O tempo de sofrer
Se foi
A lágrima secou
E o passado
Está em seu lugar
Onde deveria estar
Ele foi feito
Para ser esquecido
Que só reste o sorriso
Das coisas boas
Que se possa lembrar. 

Magnus
09/03/2019

MENINOS E DESTINOS

FOTO I.Cristina                                      


MENINOS E DESTINOS

Caminhos são destinos,
Destinos são caminhos?
Somos todos meninos
Que sempre estão sozinhos
Neste mundo de ilusão

De repente se dão conta
De que estão sozinhos
Que não há destino
Apenas caminhos
Escolhas por onde seguir
Aquele, por onde se iria
Não se pode mais ir
Ilusão de um tempo, de um dia
Que se perdeu sem se notar
De que estamos em outro lugar
Eu aqui, o coração lá
Por onde você resolveu caminhar.

Não sou mais aquele menino
Nem senhor do meu destino.
Apenas caminho
Porque me dei conta, enfim
De que também estou sozinho.

Magnus 09/03/2019



17 de fevereiro de 2019

ALÉM DA POESIA


ALÉM DA POESIA

Ah! Alguém disse ser utopia!
Eu até poderia
Viver além da poesia

Moram no mesmo lugar
Quem tentou amar
E quem achou que não daria
Quem acreditou e sonhou
E quem desistiu por ser utopia.

São filhos do mesmo coração
Quem tem coragem
E quem não.

Então
O que há além da poesia
Um amor verdeiro?
Uma utopia?
Tudo depende se você vai estar
Além da poesia,
Para torná-la real
Ou utopia.

Então, o quê há 
Além da poesia?

Magnus 17/02/2019

15 de fevereiro de 2019

Há Um Mundo Lá fora



Há Um Mundo Lá fora

Havia um mundo lá fora 
Para você não significou nada
Para mim, sim
Vejo uma estrada
Por onde quis te levar
Lembra da minha mão?
Era para você segurar.
Lembra do meu coração?
Era teu antes de se quebrar.

Agora,
Ainda há um mundo lá fora
Que não significa nada
Nem para você, nem para mim
Não sei se tinha que ser assim
Ou se desistimos de lutar
Sei que minha mão
Nunca desistiu
Foi meu coração
Que não conseguiu mais te segurar.

Magnus  15/02/2019






8 de fevereiro de 2019

HiStÓrIa pArA vIVeR



Tenho uma história de amor para viver
Mas arisca ela é
Insiste em "desquerer"
(mesmo quando quer).

Então meu caminho
É sempre sozinho
Sempre só meu
Vivo como quem ganhou
E nunca venceu
E sou o que sou
Sem nunca ser
Porque vivo sem viver
Este amor.

Vou seguindo
Indo, vindo
O tempo passando
... mas até quando?
Vagar apenas vagar
Até quando este caminhar
Ainda fará sentido
Se não consigo
Saber para onde devo ir
E qual norte seguir?

Há talvez, 
Histórias feitas para não se viver
Sonhos e desencontros
Que haverão 
De ser
Um caminho em vão
Que nunca iremos percorrer.

Magnus 08/02/2019


4 de fevereiro de 2019

VOU EMBORA




VOU EMBORA

Todos dias eu vou
Vou embora de ontem,
Do que passou.

-Oi!
Até este "oi"
Já se foi.

Então vivo de partir
De seguir 
Ir.

Eu vou
Vem comigo
Meus amigos
Porque viver
É preciso
Outro dia
Vai nascer
Outro sol
Vai se por
E só nos resta viver
O amor.

É isso!
Amar
É nosso único compromisso.

Magnus 04/02/2018

12 de janeiro de 2019

Pais e Filhos e Filhas



PAIS FILHOS E FILHAS

(leia ouvindo father and son - cat stevens)
 https://www.youtube.com/watch?v=C8ZFOYJNiek


Todo o tempo do mundo
Tem o tempo de uma vida
Então o que posso te dizer,
meu filho (minha filha)?
Não perca seu tempo
Errando por onde errei
Viva a vida
E cometa erros novos
Tente aprender
Com os meus
Porque é o que tenho para ensinar
É meu modo de te proteger

Queria errar
Todos os erros do mundo
Só para deixar
Limpo teu caminho
É meu modo te dar carinho.

Olho no espelho 
Procurando a juventude
Que vejo em você.
Então faça leve o caminho
Que te trará onde estou.
É meu modo de te ensinar o amor.

Poque no final de tudo
É só o que te deixarei ... 
O amor

Magnus, 12/01/2019.

24 de outubro de 2018

ÚNICA



Você e a vida
Tantos caminhos
Tanta estrada
E nada
Nenhuma chegada
Nem outra partida,
Nada
Apenas você e a vida
E nossa jornada
Fadada
A não se encontrar
Sem saber
Sem experimentar
Teu beijo
Beijar
Amar.

Mas veio
Numa noite
Um devaneio
O pensamentoSe fez cheio
Do desejo
Em palavras
Soltas, jogadas
Sons d'almas
Transformadas
Em quereres
E aqueles
Que eram seres
Da solidão
Tornara-se
Desejo e paixão.


Voamos
Para o devaneio
Em versos
No universo
Dos amantes
Amamos.
E tudo que era para ser
Foi
Você veio
Como deusa
De meu querer
E fui teu
Como só teu 
Poderia ser.

E tudo se foi
Numa noite de amor
Tão linda
Quanto única
E finda
nunca acabou
Porque ficou
Em mim
Esta história 
Sem fim.

Magnus 24/10/2018

19 de outubro de 2018

O CÃO COVARDE



O CÃO COVARDE

Um dia me via
Diante da brutalidade
O covarde?
Se escondia.
Enquanto eu bradava
Eu lutava por ele e por mim

No fim ...
Eu morri

Hoje, bem aqui
Os filhos da covardia
Têm coragem de bradar
Que a luta não teve sentido.
Nunca haverá sentido em se lutar
A quem não compreende a liberdade
E esta gente bradará
Até se acovardar.

O cão covarde só late
Quando o chicote está longe
Ou quando o dono manda.
(amanhã quero ouvir o seu latido)


mAgNuS 19/10/2018


16 de outubro de 2018

INVIVIDA


VIDA INVIVIDA

Tudo que escrevi
Vivi e não vivi
É sobre mim
E sobre ti
Sobre o que vi
Sem viver
O que senti
Sem ver
Sobre este tempo
Que me foi dado viver.

Então cada poesia
É uma biografia
De uma vida que vivi
E DE outras tantas vidas
Invividas.

Magnus 16/10/2018

15 de outubro de 2018

MEMÓRIAS INVIVIDAS



Tenho memórias
São senhoras
De meus tempos ... 
hora e horas
brisas, ventos
Sorrisos, lamentos
Que se escreveria
em letras e poesia.
Alguma utopia.

Memória invivida
Tem vida
Ainda assim,

Metáfora de mim
E de Ti
Do que vivi
Sem viver
Poderia ser
Ter sido
Não houvesse eu
Fugido
Ou persistido

Outra utopia
Outra poesia
Vivi
Em cada verso
Um universo
Aqui
Poderia ter ido
Fui
Vivi
Estas vidas
Que hoje relembro
Em memórias invividas.

Magnus 15/10/2018

25 de setembro de 2018

DESEJO DE NÃO IR

              

Vou não querendo ir
Quero você, alongar
O tempo, e ficar
Mais um pouco aqui
Ter mais um pouco de ti
Pra meu coração sorrir.

Vou, tenho que ir
Mas o desejo é de não
Não partir, não sair
Não negar
O desejo ousado
Da alma que não querer ir
Do corpo de querer ter
Você ... para mim, querer
Em mim, você, aqui.

Magnus 25/09/2018


21 de setembro de 2018

NÃO CANSO DE TE OLHAR


Não canso de te olhar

Cada traço, pedaço, passo
Como um menino me faço
E me pego a sonhar ... 

Encanta
Uma palavra na garganta
A alma canta
Calada
Diz nada
Nem precisa falar
A alma diz pelo olhar.

Te olho em contemplação ...

Não,
Não me canso de te olhar.

Magnus 21/09/2018



21 de agosto de 2018

CEBOLA


CEBOLA

Ao descascar a cebola
Fez-se a lida minha,
Camada por camada
E ao final o que tinha?
Só cebola.

Sem miolo, sem mistério
Apenas mais outra camada.
Sem caroço, sem sementes
Ao final o que havia, nada!

É uma cebola, a vida
(em camadas, vivida).

Magnus
21/08/2018

20 de julho de 2018

ÁS VEZES (sometimes)




ÁS VEZES
(leia ouvindo Everybody Hurts)


Às vezes a lágrima vem.
Às vezes estamos sozinhos
Com nossa alma
E a lágrima vem
Às vezes em nossos caminhos
Com nossas pedras
A lágrima vem.

Viver não é sofrer
Mas às vezes a lágrima vem
Para lembrar
Das dores do viver
E que a dor pode bater
Na porta de qualquer um.
E vai entrar.

Neste dia temos que aguentar
Porque a lágrima vai secar,
Porque a felicidade está
Em todos os outros dias comuns
Em que a vida vai seguir
Em que o sol vai nascer
E a chuva cair
E em que poderemos ser
Apenas uma alma que sorri.

Às vezes haverá lágrimas
No resto do tempo, felicidade.

Magnus 20/07/2018 

Marcadores