Pesquisar este blog

31 de julho de 2012

Confusão



CONFUSÃO

Olha a confusão
Não é meu
Meu coração
Nem sou mais
aquela singular criação
Que um dia nasceu
Não sou mais eu
Sou uma holografia
Do que eu era um dia

Tudo por causa
da paixão
Que tomou meu ser
E transformou
Serenidade em confusão
Esta confusão que relato aqui
Em linhas de inspiração
Feito uma poesia
Só para dizer
Que não sou mais
O que fui um dia.

Tudo por sua causa
Desta maravilhosa falta de identidade
Não sou mais eu
Sou a soma da saudade
Quando você não está
E a multiplicação da felicidade
Quando posso te abraçar.

Magnus 31/08/2012

DEUS



DEUS
Meu e teu
Meu amor
É teu
Teu amor,
Sou eu
Somos Deus
Já que Deus é amor
Teus dias
São Meus
Meus dias
São teus
È o tempo é nosso Deus
É simples assim
Fui feito  "procê"
E "ocê" pra mim
Somos tempo de amor
E o amor é Deus
Então Deus
É o amor meu
Mais o amor teu
O tempo todo
Que Deus (que é amor)
Nos deu.
Magnus 31/08/2012

13 de julho de 2012

FOSSE O QUE FOSSE





FOSSE O QUE FOSSE
"um tributo ao amor"

Fosse o que fosse
Que aconteceu
Seja o que seja
Para acontecer
Meu tempo é teu
E minha vida? É linda
Desde que você apareceu


E se não fosse
Então não teria
Acontecido aquele dia
Em que te conheci
Em que desaprendi
A viver sem te ver sorrir.


E se não fosse aquele dia,
Como eu saberia
O que é amar
Tão profundamente
Quanto é o amor da gente?


E se não fosse
Aquele primeiro olhar
O acaso a premiar
Nossa vida predestinada à felicidade 
De encontrarmos esta tal cara metade ...


Ainda bem que foi
E talvez, haveria de ser
Num dia ou outro
E de qualquer maneira
Aconteceria nosso encontro.


Enfim, foi, aconteceu
Acaso, sorte ou profecia
Importa é que existiu um dia
Em que você se tornou minha
E eu, eternamente teu.

Magnus 13/07/2012

10 de julho de 2012

TEMPO ANCIÃO


poema de Magnus Quandt de Freitas
fotos: Paty Zimmermann
fonte: www.magnusqf.blogspot.com
TEMPO ANCIÃO




O tempo tem pressa
E por mais que se faça
Ele passa indiferente
Não nota a gente,  apenas passa


O tempo é como um velho na praça
A observar o mundo apressado
Tentando sobreviver dia após dia
Mas é o tempo que tem passado
Com tal pressa e tamanha agonia.


Carrega nossas mazelas
Leva nossos sonhos
Pelas ruas e vielas
De uma só direção
Ao destino não há contramão.


O tempo tem pressa
A vida devia ter não
Há de se pensar na vida
Como um presente temporão
Tempo que nos foi dado viver
Vencer é chegar a ancião
Porque não hei de querer
A outra opção.

 

6 de julho de 2012

Jeito Proibido



Jeito Proibido


Este teu jeito
Meio proibido de ser
Não é defeito
Pois se consertado
Tiraria de você
Este desejo que alimento
Na espera por te ver.


Magnus 06/07/2012

5 de julho de 2012

Sua Ausência



Sua Ausência

Às vezes sua ausência me chateia
Não de ficar chateado
Apenas de não me achar
Quando não te acho ao meu lado

Aí fico entretido com a espera
Horas a esperar alguém
Mas não espero nada
Já que sei que não vem
Haveria então de ser desesperada
Ao lugar de esperar.


Mesmo assim, tem dias
Que precisava de ti aqui
Quieta ou feita de sorrir
Queria teu cheiro, tua mão
Me entregar a ti
Sentir o teu (nosso) coração
Batendo acelerado
(por minha causa)
Me sentir teu e teu amado
Tê-la minha e minha amada
Pela eternidade de qualquer hora
Que nos fosse dada.


Magnus 05/07/2012

3 de julho de 2012

O TEMPO E A SABEDORIA



Em datas especiais sempre medito sobre a indiferença do tempo em relação a nossas vidas ...


O TEMPO E A SABEDORIA

O tempo hoje está sorrindo
Indulgente e indiferente
Traz agora um presente
Prêmio a quem lutou
Dias de sacrifício na vida
De quem foi e depois voltou
Com a jornada concluída
Erguendo em glória, a vitória.
.
O tempo se despe aqui
Em toda sua grandeza
Entre lágrimas, nos faz sorrir
Gratos porque ele tira um dia
E nos dá algo em troca
Outro dia que não se sabia
Se chegaria ...
mas chegou!

O tempo é em essência
A troca da juventude, pela experiência
A entrega de um dia,
Para receber sabedoria
E só quem continua aí
Firme nesta dura estrada do viver
Pode vir a descobrir
Que o sorriso mora
Na mesma face que as vezes chora.

Magnus 03/07/2012
(feito para celebrar uma formatura)

2 de julho de 2012

VICEJAR



VICEJAR
Em mim fizestes vicejar
O amor
Com ele e com igual vigor
Fizestes também germinar
A falta de ti
Expressa em saudade tal
Como jamais senti.
Frondosa árvore será
Este amor que foi um dia
Uma semente querendo brotar
Fazendo raízes no chão
De meu coração.
Vejo ainda este amor vicejar
E a ti vi tornar-se o único lugar
Em que quero estar.
Este amor é uma árvore
Que nunca vai parar de crescer
Viceja e cresce diariamente
Novos frutos, novas sementes
No solo fértil destes corações da gente!
Magnus 02/07/2012
um dia muito especial

Marcadores