Pesquisar este blog

28 de março de 2012

A FOTÓGRAFA


A FOTÓGRAFA
 
A beleza de um olhar
No olhar por de trás da lente
A flor que revela encanto
Num ângulo diferente
Único e repleto de uma magia
Que somente a fotografia
Pode revelar
Um olhar, este olhar
De um momento eternizado
E aquele outro lado
Que só o artista podia ver
E assim fazer da imagem, arte
E do movimento um retrato inerte
E paradoxalmente cheio de vida
Numa lente refletida
Depois do mágico "clicar".
 
Magnus 28/03/2012

27 de março de 2012

A VIDA É RARA


A VIDA É RARA

O tempo passa
Pelo meu corpo
Pelo meu rosto
Pelo meu coração
Consome e marca
Como um arranhão
A cada novo dia

Somos um mito de nós mesmos
Escravos do tempo finito
E da brevidade de nossa existência
Somos a essência e os protagonistas
De nossa história

Somos o centro do universo
A partir de nosso olhar
E um micro ponto insignificante ao olhar do universo
Somos afinal este ponto, a palavra, um verso
Somos a própria poesia
E todo o verbo.

Somos o segundo, a hora, o dia
O tempo todo na eternidade de um instante
E a brevidade de uma vida inteira
Somos o passo e toda jornada
Somos nada e somos Deus
Somos enfim, um destino e suas direções
Cheio de caminhos e opções
Ramos de uma árvore e um só fruto
A despontar na ponta do último galho escolhido

Somos esta sorte imensa de termos nascido
Neste planeta único e neste tempo que nos foi dado viver.
Tão rara a vida, tão rara a terra, tão rara a existência do ser
Que há de se pensar no tamanho da perda
Que é a morte e uma vida ceifada
Destruindo-se esta história única e esta existência rara
Que trazemos dentro de cada um.
É! A vida é preciosa demais para ser desperdiçada!


Magnus 27/03/2012

26 de março de 2012

Sua Felicidade


Sua Felicidade
 
Se você estiver bem
Eu estarei também
Então, se você chorar
Meu coração vai apertar
Aí, no final
Estaremos, eu e você, mal.
 
É isso que acontece
Quando a alma carece
Da alegria de um alguém
Se vai tudo bem
Com este alguém
A alma da gente
Fica repleta e totalmente
F E L I Z.
 
É, nem toda estação
É primavera ou verão
Nem todo dia é alegria
Ou toda noite estrelada
Então seja nublada
Ou com luar
Temos que caminhar
E tentar ser FELIZ.
 
Sabe, sua felicidade
É também de quem lhe quer bem
Daí, meu bem, se você me tem
Tem também a responsabilidade
Por minha felicidade.
Então trate de sorrir
Porque seu sorriso aí
Reflete em meu coração aqui.
 
Magnus 26/03/2012

9 de março de 2012

Só InDeciSo


Só Indeciso
 
Se me ama, não diga
Que não sei se resisto
Se não me ama, não diga
Também não sei se resisto
 
Vai um aviso
Não tenho medo de amar
Sou só indeciso
 
Assim não preciso decidir
Se quero evitar sofrer
Amar, depois perder
Sonhar e desiludir
 
Assim não preciso escolher
Se me sinto desamado,
Esquecido, jogado de lado
Ou se sou o mais independente que se pode ser.
 
Então, se é minha amiga
Não me diga
Se me ama ou não
Deixe a dúvida como decisão
Pois não preciso
Desta precisão
Sou só indeciso
Medo, não tenho não!
 
Magnus 09/03/2012 

Poeminha da Poesia

Poeminha da Poesia

Enquanto o dia dormia, 
Na madrugada poética,
Musa, poeta e palavra tornavam-se poesia. 

Magnus 09/03/2012

Sensação de Primeiro Beijo


Sensação de Primeiro Beijo
 
Sinta-se beijada
Em plena madrugada
Pela magia da poesia
E ao se deitar
Lembre de cada frase
Como se fosse um beijo
Depois de muitos "quase"
Depois de tanto desejo.
Assim, com o sabor
De primeiro beijo
Daqueles de dar calor
Perder o sono,  frio na barriga
E lembrar a noite inteira
Desta sensação gostosamente faceira.
De primeira vez.
 
Magnus 09/03/2012
  

Amor não mata, torna imortal quem ama


Amor não mata, torna imortal quem ama
(título sugerido por Susu)

Pensei que fosse morrer
De tanto amar
É como algo que nos preenche
Sem jamais encher
E vai tirando o ar
Sem sufocar
E roubando nossos dias
Como se o mundo fosse acabar
E foi assim, de tando amar
Que pensei que ia morrer
Mas não morri
Ainda estou aqui

Pensei que fosse morrer
Depois de tanto amar
E perder
É como se algo esvaziasse
E fosse escorrendo de mim
Tragando minha energia
Até que sobrasse minha alma vazia
Destituída da esperança dos dias
Foi assim, de tanto amar
Pensei que morreria
Mas não morri,
Ainda estou aqui.

O amor não mata
Apenas torna imortal
Quem ousa amar
Porque é atemporal
Não tem credo, nem moral
Não vive das regras
Nem da religião
É apenas uma paixão
Que se repete dia após dia
Sem prazo de duração.

Magnus 09/03/2012 

Admirada


Admirada
para Susu (o seu jeitinho)
A beleza em você
Não pode passar em vão
Feito cor na escuridão.


Assim, bela como é
Deve, a mulher
Ser admirada
Tal uma flor desabrochada.

Magnus 09/03/2012

Admiração


Admiração
(a pedido para Susu)

Ando por uma estrada
Com duas mãos de direção
O que por mim te faz admirada
Causa em ti também admiração
Somos partes da mesma canção
Personagens da mesma jornada
Mais que musa e poesia
Compartilhamos outra paixão
De quem inspira e de quem é inspiração
Quem admira e quem é admiração


Somos parte do mesmo universo
Da palavra em verso
Ou da voz silenciosa da leitura
Transformando verbo em emoção
Olhar em inspiração.
Neste momento de magia
Somos uma coisa só
Porque só há poesia
Quando existe eu e você
Um que escreve, outro que lê.

Magnus 09/03/2012

8 de março de 2012

Vou Te Esquecer Todos os Dias



Vou Te Esquecer Todos os Dias
(em tempos de saudade)

Vou arrumar um jeito
De não sofrer,
De não pensar em você
Quando o dia chegar
Ou quando anoitecer
Vou te esquecer
Te esquecer todos os dias
Tão logo amanheça
Darei um jeito de esquecer
E vai que reapareça
Esta lembrança de você
Trato logo de esquecer
Outra vez, novamente
Quantas vezes precisar
Vou te "deslembrar"
Só por pirraça
Pra ver se passa
Esta vontade louca
Diária e permanente
De anoitecer e amanhecer
Sempre pensando em você...

...  vai que dure até a gente envelhecer.
Magnus
08/03/20121

7 de março de 2012

O Paraíso é Você


O Paraíso é Você

Descobri onde é o paraíso
É lá onde o amor está
O paraíso é qualquer lugar
Onde você for
Lá que estará o amor.
 
O paraíso é você
É a sua companhia
E te ver todo dia
Ou de vez em quando
É sentir sua mão
Me acariciando
O paraíso é você
Em meu coração.

Magnus 06/03/2012

O Que Tua Falta Me Faz


O Que Tua Falta Me Faz

Há na dor, solidão
Nos dias de falta
Em que a saudade corta
E maltrata o coração.

A saudade atroz
Toca a alma
Cala a voz
Mói o peito
Mina a vontade de seguir
Faz desejar outro lugar
Que não seja aqui
Invade a gente
De um sentimento infeliz
Numa dor intermitente
Que se tenta diminuir
Com lembranças da paz
Dos tempos em que se podia sorrir.

É! A dor é mesmo um sentimento solitário
Da mais profunda solidão
Incompartilhável, intransferível,
Sem descrição
Um sentimento só meu
... meu e de meu Deus
Deste Deus dentro de mim
Que faz eu me manter em pé
Mesmo quando as minhas forças
Parecem ter chegado ao fim.

Magnus 07/03/2012

2 de março de 2012

Frase para refletir



Paz

"Há sempre grandes tristezas e grandes alegrias nos espreitando, no mais, são tempos de paz e de felicidade"

Magnus Quandt de Freitas

Marcadores