Pesquisar este blog

3 de julho de 2013

Nunca Sumo


Nunca sumo
Recolho-me, apenas
É fácil sorrir
Nas tardes serenas
Duro é seguir
Nas noites de agonia
Quando sequer sou poesia ...
Nunca sumo,
Apenas fico calado
Enquanto não somem de mim
As mágoas do passado.

Magnus 03/07/2013



Nenhum comentário:

Postar um comentário

É importante saber sua opinião. Obrigado, Magnus

Marcadores